abril 19, 2011

Inerte




Hoje. Um dia como qualquer outro? Talvez. Hoje só quero ficar num canto, refletindo, para quem sabe, encontrar uma finalidade ou um propósito de tudo existir.
 
"Crise existencial" é a palavra que define meu momento. Um momento para aqueles que morrem em vida, num mar de ociosidade.





Eu nunca estou satisfeita. Com nada. 
Sempre quis saber o por quê. Mas para os que querem muito uma resposta, ela parece fugir apressadamente.


Tristeza, tristeza. Mesmo sem motivos, ela dá sinais de presença. Ela não grita. Sussurra, sorrateira e deliciosa. Ao mesmo tempo em que toma atitudes cruéis, quando me machuca.


Essa tristeza que, mesmo quando estou feliz, ou faço algo que me deixa muito feliz e tenho mil motivos para ser feliz, essa dá sinal de vida. 
Sorri para mim, e pede licença, cheia de sedução. 


Me faz ficar calada. Inerte.
Me fere, vai embora e de repente volta outra vez. 

9 comentários:

André Walker disse...

Trsiteza! O.o

tem trsiteza doce e tristeza azeda!

é uma coisa meio estranha! O.o

Viviane Moraes disse...

Tristeza é assim, chega de formas diferentes, simples assim ^^

Beijos & Fica com Deus.

Rubi disse...

A começar pelo vídeo (eu achei ótimo) E quanto ao texto, a gente nunca sabe explicar as coisas, não?
Como a Viviane disse, a tristeza chega de formas diferentes.

ღ Sensitivity ღ disse...

Eu acredito que tudo na vida a gente pode tentar mudar. Realmente, quando a tristeza chega, ela não pede licença. Porém, a tristeza só chega, porque de alguma forma o seu pensamento está ligado a situação ou situações que te fazem ficar melancólica. Para evitar esse tipo de acontecimento, é preciso ter uma força de vontade muito grande para mudar de sintonia. Tentar pensar em coisas boas. Vai fazer algo que goste. Começa devagar. Você vai começar sentir efeitos benéficos. Não se entregue a tristeza. Permita-se. Beijinhos e um ótimo feriadão.

Laura Brandão disse...

"Assisto inerte a vida passar Não sei se a impotência Criou-se ou se alimento-a Com medos,receios, incertezas" ... de Roberta Dirani.

Lendo teu texto me lembrei desta citação!
Abraços minha querida e tenha um Ótimo final de semana!

ღ Sensitivity ღ disse...

Agradecendo a sua visita e desejando uma ótima semana. Beijinhos.

Rodrigo_Marques disse...

Oi Teph!! Nuss quanto tempo mesmo heim...vc sumiu do meu blog... eu estou bem e como sempre começando a ficar novamente sem tempo pro blog...tá osso.

หคтнყ disse...

Puxa, que tocante e profundo e triste; mas, realístico.

Lindo. Bejo
http://nathydorgas.blogspot.com

Sr. Lunático disse...

estamos afundando no mesmo barco.